Junta de Freguesia de Pampilhosa da Serra Junta de Freguesia de Pampilhosa da Serra

Notícias

Técnico de apoio informático para suporte ás mesas de voto

Técnico de apoio informático para suporte ás mesas de voto

26-ABR-2024

Na Eleição para o Parlamento Europeu, de 9 de junho, vamos poder votar em mobilidade. Para isso serão utilizados nas mesas de voto os Cadernos Eleitorais Desmaterializados, disponibilizados através de equipamentos informáticos. Para apoio a esta nova componente tecnológica por parte dos membros da mesa vamos necessitar de técnico de apoio informático. Se tens mais de 18 anos, nacionalidade portuguesa e o 12º ano, preferencialmente nas áreas das tecnologias de informação, inscreve-te já em https://bit.ly/43WQqDy

Ler mais...
Conversa de Avós

Conversa de Avós

19-ABR-2024

No âmbito do Programa Conversas de Avós, promovido pelo Município de Pampilhosa da Serra, em parceria com as Juntas de Freguesia, está previsto uma atividade de Artes Manuais e Decorativas, para o dia 24 de abril, quarta-feira, pelas 14h30m, Comissão de Melhoramentos de Aldeia Cimeira, para pessoas séniores (com 55 ou mais anos).

Ler mais...
Conversa de Avós

Conversa de Avós

18-ABR-2024

No âmbito do Programa Conversas de Avós, promovido pelo Município de Pampilhosa da Serra, em parceria com as Juntas de Freguesia, está previsto uma atividade de artes manuais e decorativas, no dia 22 de abril, segunda-feira, pelas 14h15m nas instalações da Comissão de Melhoramentos da Póvoa, para pessoas séniores (com 55 ou mais anos.  

Ler mais...
Formação

Formação

16-ABR-2024

Formação de Aplicadores de Produtos Fitofarmacêuticos irá iniciar brevemente.Para mais informações contate

Ler mais...
 Conversas de Avós

Conversas de Avós

15-ABR-2024

No âmbito do Programa Conversas de Avós, promovido pelo Município de Pampilhosa da Serra, em parceria com as Juntas de Freguesia, está previsto uma atividade de artes manuais e decorativas, no dia 18 de abril, quinta-feira, pelas 14h30m, nas instalações do Grupo Regionalista "Os Amigos de Moninho", para pessoas séniores (com 55 ou mais anos).

Ler mais...
Colheita de sangue

Colheita de sangue

28-MAR-2024

Vai Realizar-se uma colheita de sangue no dia 28/03/2024 no Pavilhão Municipal em Pampilhosa da Serra.

Ler mais...
Aviso à população

Aviso à população

25-MAR-2024

AVISO À POPULAÇÃO  PRECIPITAÇÃO, VENTO, AGITAÇÃO MARÍTIMA E QUEDA DE NEVE – MEDIDAS PREVENTIVAS1. SITUAÇÃO De acordo com a informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se, para as próximas 72 horas, precipitação, vento, agitação marítima e queda de neve, destacando-se o seguinte: − Precipitação, por vezes forte e persistente, que poderá ser de granizo e acompanhada de trovoada, a partir de quarta-feira, dia 27 de março; − Vento, por vezes forte, nas terras altas e no litoral oeste com rajadas até 80km/h, ao final da tarde do dia 25 de março. Vento com rajadas de 100 km/h nas terras altas, em especial na Serra da Estrela, no dia 26 de março. Vento predominando de sudoeste, com rajadas até 85km/h a partir da tarde do dia 27 de março, nas regiões Norte e Centro, podendo ser superiores a 90 km/h nas terras altas; − Agitação marítima forte com ondas de noroeste na costa ocidental, agravando durante a tarde, do dia 26 de março, atingindo 6 a 7 metros a norte do Cabo Carvoeiro (altura máxima de 12 metros); − Queda de neve nas terras altas, em especial do Norte e Centro, descendo a cota gradualmente para os 600/800 metros, podendo também ocorrer queda de neve nas serras de São Mamede e de Monchique, na madrugada e manhã do dia 26 de março. 2. EFEITOS EXPECTÁVEIS Atendendo à alteração das condições meteorológicas, com previsão de precipitação, vento, agitação marítima e queda de neve, é expectável: – Piso rodoviário escorregadio devido à possibilidade de acumulação de gelo, neve e formação de lençóis de água; – Possibilidade de queda de neve em áreas e a altitudes onde habitualmente não se verifica; – Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis; – Possíveis acidentes na orla costeira devido à forte agitação marítima; – Ocorrência de inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais por obstrução dos sistemas de escoamento ou por galgamento costeiro; – Possibilidade de queda de ramos ou árvores, bem como de afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia; – Danos em estruturas montadas ou suspensas; – Desconforto térmico na população devido à descida acentuada da temperatura mínima. 3. MEDIDAS PREVENTIVAS A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recorda que o impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a adoção das principais medidas preventivas para estas situações, nomeadamente: – Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas do degelo; – Prestar atenção aos grupos mais vulneráveis (crianças nos primeiros anos de vida, doentes crónicos, pessoas idosas ou em condição de maior isolamento, trabalhadores que exerçam atividade no exterior e pessoas sem abrigo); – Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas; – Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte; – Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e permanência nestes locais; – Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima; – Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tomando especial atenção à eventual acumulação de neve e/ou formação de lençóis de água nas vias rodoviárias; – Evitar a circulação em vias afetadas pela acumulação de neve e quando isso não for possível, adotar as seguintes medidas: • Verificação do estado dos pneus e respetivas pressões; • Transporte e colocação das correntes de neve nos veículos; • Assegurar o abastecimento de combustível em níveis que permitam percorrer trajetos alternativos ou a permanência do veículo em funcionamento por longos períodos de tempo, em caso de retenção nas vias afetadas; • Nos veículos elétricos, deve ser verificada a carga da bateria e analisada a existência de postos de carregamento no seu itinerário; • Garantir que os sistemas de aquecimento dos veículos se encontram em bom estado de funcionamento; • Providenciar alimentos adequados em quantidade e características, assim como medicamentos, de acordo com o número e tipologia de ocupantes dos veículos. – Nas vias afetadas pela acumulação de neve, evitar viagens com crianças, idosos ou pessoas com necessidades especiais; – Evitar circular naquelas vias com veículos pesados, em particular articulados, veículos com reboque e veículos de tração traseira; – Restringir ao máximo possível os movimentos de veículos e de pessoas apeadas, nas zonas potencialmente afetadas pela queda de neve; – Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas; – Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança

Ler mais...
Marchas Santo António

Marchas Santo António

09-FEV-2024

Todas as crianças dos 4 aos 12 anos de idade que queiram participar deverão fazer a sua inscrição de 12 a  16 de fevereiro.Partilhar 

Ler mais...
Rede Primária de faixas de Gestão de Combustível para defesa contra incêndios Rurais

Rede Primária de faixas de Gestão de Combustível para defesa contra incêndios Rurais

16-JAN-2024

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P. (ICNF)  está a executar um projeto, com apoio do Programa de Recuperação e Resiliência,  de implementação da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível (RPFGC) prevista no Decreto-Lei n.º 82/2021, de 13 de outubro, na sua atual redação, que estabelece o Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais no território continental (SGIFR), tendo esta rede por principal objetivo criar de grandes linhas de descontinuidade na paisagem, com o objetivo de permitir o estabelecimento, em locais estratégicos, de condições favoráveis ao combate a incêndios rurais.    O projeto enquadra-se no Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais (PNGIFR, RCM n.º 45-A/2020, de 16 de junho) e no seu Programa Nacional de Ação (PNA-PNGIFR, RCM n.º 71-A/2021, de 8 de junho), encontrando-se igualmente esta rede prevista no SGIFR, competindo ao ICNF a responsabilidade pela execução de rede primária de faixas de gestão de combustíveis (cfr. artigos 7.º, 46.º, 48.º e 53.º do Lei n.º 82/2021, de 13 de outubro, na sua atual redação e o Projeto 2.2.1.2 “Garantir a gestão da rede primária de faixas de combustíveis” do PRA-PNGIFR).               Atento o exposto, dispomos das seguintes ferramentas de suporte ao projeto:  •  O Portal da RPFGC (https://geocatalogo.icnf.pt/geovisualizador/rpfgc/) com acesso ao Formulário público, destinado a pedir o contacto no caso da RPFGC se sobrepor à propriedade ou esta se localizar na sua proximidade.  •  A Linha de apoio do Call Center 808 200 520 (custo de chamada local) ou do 211 389 320, disponíveis todos os dias das 08h00 às 21h00, onde os interessados poderão obter mais informações sobre o projeto.  •  A Campanha de comunicação junto dos media, nomeadamente na imprensa local e nos rádios locais, regionais e nacionais.  •  A Campanha específica de geomarketing com envio de um folheto em formato A4  para a população residente nas imediações da Rede Primária a instalar (https://fogos.icnf.pt/download/RPFGC_Concurso/CP21/InfoMail_CartaProprietarios_final.pdf).             

Ler mais...

© 2024 Junta de Freguesia de Pampilhosa da Serra. Todos os direitos reservados | Termos e Condições | * Chamada para a rede fixa nacional.

  • Desenvolvido por:
  • GESAutarquia